Segurança Pública é uma preocupação constante dos condutores e comerciantes de Palmas

0
60

A semana foi movimentada na redação, dessa vez o meio de comunicação impressa (Jornal Destaque Regional), foi procurado por vários condutores da cidade e até mesmo chamado através das redes sociais, onde a população vem reivindicar e desabafar algumas situações que vem ocorrendo nos Semáforos na cidade de Palmas e que segundo o relato de uma condutora é constrangedor e não é a primeira vez que acontece.

Relato:
“ Eu estava passando com o meu carro na avenida Sete de Setembro e em frente ao semáforo fui surpreendida por várias pessoas que ficam bebendo e pedindo dinheiro para os condutores, confesso que fiquei com medo pois eles chegam de uma forma sorrateira e assustadora nos surpreendendo e quando não temos uns trocados eles saem resmungando e falando um monte de palavrões, acho isso uma falta de respeito e também uma falta de comprometimento do poder público com a proteção e segurança dos condutores de veículos do nosso município, digo isso porque não é a primeira vez que enfrento tal situação constrangedora, na segunda vez foi mais embaraçoso, deixei o carro parado no acostamento para ir pagar a conta em uma loja, e quando retornei e já dentro do carro preparando-me para sair, chegaram dois transeuntes pedindo-me uns trocados, naquele momento eu não tinha pois como disse fui pagar minhas contas, então eles se posicionaram na frente do carro e não queriam sair, me apavorei, não tive reação fiquei assustada e eles pareciam pessoas tão frias sem se importarem sobre o que poderia acontecer comigo, agora me pergunto: A quem devo procurar em relação ao caso?

No segundo depoimento o motorista comenta para equipe do jornal que já presenciou cenas de policiais fazendo o seu papel correto referente ao caso!

Relato:
“ Várias vezes vieram me pedir dinheiro em frente ao semáforo, principalmente na rua Sete onde eles ficam sentados tomando cachaça e pedindo dinheiro para os condutores quando o semáforo está fechado, o rapaz pede dinheiro e quando a gente não dá ele diz “Deus Abençoe” e as vezes ele sai com conversas opostas “palavrões”, recentemente presenciei uma cena dos policiais pararem a viatura desembarcarem, chamando a atenção deles, observei que os “pidões” sairiam de fininho sem resmungar, parabéns aos policiais. Esperamos que as autoridades competentes façam essa rotina com mais frequencia e que esses ”pidões” vão procurar um lote para capinar e assim ganharem seus trocados com dignidade.

Outros relatos vem de alguns comerciantes e podemos simplificar assim:
“Com humildade pedimos para as autoridades competentes uma atenção especial para a situação, pois são inúmeras pessoas que ficam em frente de estabelecimento comerciais pedindo trocados e isso faz com que clientes se sintam constrangidos quando chegam ou quando saem do local.

Por: Jocemar Ferreira

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here