Nova estação de tratamento de esgoto de Palmas será licitada ano que vem

0
9

Um problema recorrente e de longas datas, vivido principalmente por moradores do bairro Santa Cruz é conviver vizinhando com a Estação de Tratamento de esgoto (ETA) da Sanepar.

Seguidamente um equipamento conhecido por queimador de gazes sobre danificação, sendo necessário recorrer à capital do estado para encaminhar peças de reposição ou até mesmo um novo equipamento, o que demanda muitas vezes de dias para ser recolocado no lugar. Durante a falta deste dispositivo o mal cheiro se espalha por todo o bairro atingindo inclusive a área central da cidade e outros bairros.

Muitas promessas de melhoramento no sistema de captação e tratamento do esgoto e até de mudança de local, foram feitas ao longo de muitos anos. Motivos para os vizinhos da ETA desacreditarem do comprometimento em sanar de uma vez o problema.

A estação voltou a ser pauta novamente esta semana, após vizinhos observarem uma máquina retroescavadeira estar realizando uma terraplanagem no interior da estação. A preocupação tomou conta de todos por pensarem ser investimentos que poderiam estar sendo realizados no mesmo local que sonham ser desativado.

A reportagem foi buscar junto a assessoria da estatal o que estava sendo construído no local, em resposta foi informada que não se tratava de uma obra, “está sendo transferida a cancha (local) de acomodação dos bags que recebem o lodo do esgoto. O lodo fica nos bags até sua secagem e depois é transportado para aterro industrial”, afirmou a assessoria.
Novos investimentos.
Questionamos sobre o projeto de mudar o local da estação e os investimentos anunciados no final do ano passado durante Interiorização do Governo do Estado em Pato Branco onde a Sanepar apresentou o plano previsto para ampliação do sistema de esgoto sanitário de Palmas, em reunião com o prefeito municipal.

Na ocasião os diretores da Sanepar Joel de Jesus Macedo (Investimentos) e Elerian Toco Zanetti (Comercial) conversaram com o prefeito sobre o processo para instalação de uma nova estação de tratamento de esgoto (ETE) na bacia do Rio Caldeiras, que irá permitir a desativação da atual estação de tratamento. Além disso, serão assentados cerca de 40 km de rede coletora e feitas 1.500 ligações domiciliares de esgoto nas regiões dos bairros Rocio, Aeroporto e Fortunato.

Também foi anunciado que a Sanepar está desenvolvendo os projetos para ampliação e melhorias do sistema de abastecimento de água. Dentre essas obras, está a mudança da captação de água do Rio Caldeiras para o Rio Bandeira, com previsão de início em 2023. No total, os investimentos para a cidade somam R$ 44 milhões: R$ 26 milhões para esgoto e R$ 18 milhões para água.

Segundo a Sanepar os benefícios do saneamento vão chegar também até a área rural de Palmas. A assinatura de um termo aditivo entre a Sanepar e o município irá assegurar a implantação do sistema de abastecimento de água na comunidade de Cruzeiro do Sul.
A Sanepar fará os levantamentos para execução do projeto técnico e irá fornecer os materiais hidráulicos para o sistema. Caberá à prefeitura e à comunidade a mão de obra para assentamento da tubulação que irá transportar a água do poço para os moradores da comunidade. Ainda conforme a Assessoria de Comunicação o projeto da uma nova ETE de deve ser licitado no ano que vem.

Com informações de Luíz Marcondes

Fonte:https://reporteralencar.com.br/

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here