Estagiários paralisam em Palmas, cobrando direitos

0
68

Mais de 60 dias de atraso e atuação sem acompanhamento de profissional técnico são as mais graves denúncias. A reclamação recorrente é a de que a atual gestão pública de Palmas tem atrasado sucessivamente o pagamento da Bolsa Auxílio dos estagiários.

Os desencontros de informações levam a crer que de fato há uma desorganização na gestão da concessão de campo de estágio. Os estudantes relataram várias situações diferentes, mas o ponto comum ficou mesmo com os atrasos no pagamento da Bolsa Auxílio em até 60 dias, além da atuação sem acompanhamento de profissional técnico. Isso quer dizer que eles mesmos assumem o risco de, mesmo não tendo formação necessária, estar cuidando das crianças nas creches e escolas de educação infantil.

Ao passo que questionam, quem irá se responsabilizar, caso aconteça algo de mais grave? Na manhã de ontem, após a paralização, foi realizada reunião junto à coordenação da Secretaria de Educação. Ficou acordado que o pagamento será feito ordinariamente no dia 15 de cada mês, sem mais atrasos. Porém, não se tem notícias a respeito de acordo.

Em uma outra frente, os estagiários marcaram uma reunião na Câmara de Vereadores de Palmas, que se realizou no dia 21 de novembro. A reunião ocorreu com a vereadora Silvana Ribas e contou com a presença do coordenador do Movimento Nacional de Pedagogos, Rodrigo Kohl Ribeiro. Alguns encaminhamentos foram tomados, mas ainda não foi divulgado à imprensa.

Fonte: Jocemar Ferreira da Silva Jornal Destaque Regional.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here