“Salários da região são de fome”, diz Dom Edgar ao analisar realidade social da microrregião de Palmas

0
9

De acordo com os últimos dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o PIB (Produto Interno Bruto) da microrregião de Palmas ultrapassa os R$ 2,7 bilhões, com crescimento de 12,72% em um ano. Nessa mesma região, composta pelos municípios de Palmas, Coronel Domingos Soares, Honório Serpa, Mangueirinha e Clevelândia, o setor agrícola gera quase R$ 1,3 bilhão. No mercado internacional, Palmas é o maior exportador do Sudoeste, estando entre as 15 maiores balanças comerciais do Estado.
Por outro lado, essa mesma região, tem 43,6% de sua população registrada em cadastros sociais do Governo Federal. Seguindo metodologia de estudo do Banco Mundial, mais de 45% da população de Palmas está abaixo da linha da pobreza. “A riqueza está nas mãos de poucos e uma grande maioria está a serviço desses poucos”, analisa o bispo da Diocese de Palmas-Francisco Beltrão, Dom Edgar Xavier Ertl.
Ao refletir sobre os números da região, Dom Edgar aponta que o cenário é o mesmo que se vê em nível nacional, com uma grande produção de riquezas e que não se divide igualitariamente. “E os salários que nós temos em nossa região são salários de fome. Ninguém consegue ter uma vida digna, uma casa com o mínimo necessário”, afirma.

Fonte: Portal RBJ
Por Guilherme Zimermann

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here