PREFEITO KOSMOS É INVESTIGADO PELO MINISTÉRIO PÚBLICO PELO SUPOSTO CRIME DE IMPROBIDADE

0
441

Inquéritos foram instaurados para apurar possíveis irregularidades.

Os eventuais motivos são contratações de médicos, supostamente ilegais. Segundo aponta o Ministério Público, dos 45 cargos de médico previstos em Lei Municipal, apenas três estão ocupados, implicando na contratação de empresas terceirizadas para suprir a demanda existente.Também a contratação de 12 empresas médicas em que sócios e proprietários seriam eventualmente servidores públicos, o que pode implicar em ato de improbidade administrativa.Para o MP, o fato “pode representar manobras do Executivo para aumentar seus gastos sorrateiramente”(…) “Em que pese o Município ainda não ter respondido, as respostas de cada uma das empresas gerou inúmeras folhas impressas, de modo que é preciso organizar para que em futuras análises não haja equívocos”, explica. Procurado pela redação do “Destaque Regional”, o pré-candidato a prefeito de Palmas, Rodrigo Kohl Ribeiro, autor da Notícia de Fato que deu origem aos Inquéritos instaurados disse que “os médicos podem ter sido induzidos ao erro, na condição de precisar trabalhar e receber. Desde 2017 tenho denunciado a possibilidade de prisão do prefeito de Palmas devido à suposta contratação ilegal de médicos. Minhas denúncias chegaram até o Ministério Público e o procedimento correu por todos estes anos. O prefeito bloqueou minhas páginas jornalísticas e chegou a me condenar em primeira instância ao pagamento de danos morais, mas fui absolvido no Tribunal de Justiça. Agora a justiça foi feita”, destaca. Ribeiro finaliza dizendo que há um pedido de impeachment sobre este assunto na Câmara de Vereadores, devido à suspeita de improbidade. “Estou de alma lavada. Porque muitos me criticaram por isso. Mas toda suspeita de crimes deve ser investigada. E se o suposto criminoso for culpado, pode ser preso.”, completa.

Fonte: Jocemar Ferreira da Silva
Com informações de Rodrigo Kohl Ribeiro, o qual disse ter conhecimento dos inquéritos através da RBJ

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here